Alsácia-Lorena | França

Tags

Alsácia-Lorena | França

Alsácia-Lorena | FrançaAlsácia-Lorena (em alemão, Elsass-Lothringen) é a denominação que o governo alemão impôs em 1871 aos territórios que, cedidos pela França ao final da guerra franco-prussiana, correspondiam aos da tradicional província de Alsácia e a parte da Lorena. A região está hoje delimitada pelos departamentos franceses do Alto Reno, do Baixo Reno e de Mosela.

A histórica rivalidade entre a França e a Alemanha teve seu ponto de atrito mais freqüente nas regiões da Alsácia e da Lorena, onde a cultura dos dois países se misturou durante séculos.

Com a divisão do império de Carlos Magno, a Alsácia foi atribuída à Lotaríngia, e mais tarde incorporada ao Sacro Império, a cuja história permaneceu ligada nos séculos seguintes, até o final da Idade Média. As grandes navegações e o deslocamento das rotas comerciais para o Atlântico levaram à decadência da Liga Hanseática e ao enfraquecimento dos laços de união entre os estados alemães. Desse fato aproveitou-se Henrique II, rei da França, que iniciou a penetração na região, anexando Metz, Toul e Verdun, pelo Tratado de Chateau-Cambrésis. A fase decisiva dessa política expansionista correspondeu à assinatura, em 1648, dos tratados de Vestfália, ao findar a guerra dos trinta anos, garantindo para a França a posse da quase totalidade da Alsácia. Luís XIV, na busca de fronteiras naturais, consolidou a preponderância francesa na região, na época da revolução.

A grande produção de ferro e carvão revelou a importância da região, na época da revolução industrial alemã. Para a Alemanha, então unificada e em acelerado ritmo de desenvolvimento, tornou-se fundamental a posse das ricas jazidas da Alsácia, obtida em 1871, quando do término da guerra franco-prussiana. Pelo Tratado de Frankfurt, a Alemanha exigiu a anexação de toda a região da Alsácia (exceto o território de Belfort), além de grande parte da Lorena. As dificuldades surgidas então forçaram o chanceler Otto von Bismarck a mudar critérios, ou seja, conceder frágil autonomia à região, e a partir daí a política do governo alemão oscilou entre esses extremos. Em 1945, com a vitória dos aliados, a Alsácia-Lorena tornou-se de novo francesa.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org