ANKARA, CAPITAL TURCA

Tags

Ankara
Ankara situa-se no noroeste da península de Anatólia, junto à confluência dos rios Hatip, Ince Su e Çubek, sobre uma colina escarpada de mais de 1.100m de altitude. De clima seco, a cidade apresenta duas partes bem diferenciadas, a antiga, ao norte, menos povoada, e a moderna, ao sul, de moldes ocidentais.

Foi aos habitantes da Ankyra dos gregos, ocupada por diferentes povos e civilizações desde a pré-história, que o apóstolo Paulo dirigiu a Epístola aos Gálatas.

Provavelmente fundada pelos hititas, Ankara foi frígia e persa, sendo em 334 a.C. conquistada por Alexandre o Grande. Entre o século III a.C. e I da era cristã era terra dos gálatas, sendo visitada pelo apóstolo Paulo. Incorporada por Augusto ao Império Romano, fez também parte dos impérios bizantino, turco seldjúcida e otomano. Da antiga cidadela restam um forte e uma torre branca. Entre as ruínas importantes estão o templo de Augusto (século II a.C.), as termas romanas (século III), a coluna bizantina de Juliano (século IV), a mesquita de Arslanhane ou Aladim (1290) e outras dos séculos XIV e XVI. No museu arqueológico há relíquias hititas preciosas.

Ankara tem indústria e comércio intensos, inclusive do pêlo de cabra chamado angorá, nome que se estendeu aos gatos da região e assemelhados. O pai da Turquia moderna, Mustafá Kemal Atatürk, em 1923 tornou-a capital do país.